quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

USHUAIA

Cinco dias no Fim do Mundo



Realmente, estar aqui é estar no fim do mundo.

Clima incrível, alto verão com temperaturas de 0º a 16ºC, muito vento, céu azul e entardeceres que não terminam. As 22hs ainda tem uma luz linda.
Com o vento, os passeios que são todos por estradinhas cascalhada, ao cruzar com outro veículo é um mergulho em muita poeira.



Ushuaia surgiu como presidio e aos poucos foi se desenvolvendo, hoje é um ponto turístico, tem bons hotéis, restaurantes gostosos, esportes radicais, passeios de barco para ver pinguins e lobos marinhos, o Parque Nacional da Terra do Fogo, de onde sai um trenzinho, o Trem do Fim do Mundo, trilhas, passeios a cavalo, sobrevoo de helicóptero ou avião pequeno e museus.



O centrinho é cheio de cafés, lojinhas de chocolates e souvenirs, roupa de esporte, algumas joalherias com objetos feitos de rodocrocita a pedra cor de rosa, típica essa região.

Restaurantes populares, um recém inaugurado Hard Rock Café, bem grandão e muito bem montado.

No fim do mundo 5, dias são suficientes para descansar e se maravilhar com a natureza.


PASSEIOS



. Parque Nacional da Terra do Fogo - enorme, com muitas trilhas, muita poeira, vários lagos, alguns ônibus e vans com turistas do mundo todo.



Uma paradinha muito interessante é a praia do correio, o mais sul do continente, funcionando num pier todos os dias, vendem alem de cartões postais e selos, lembrancinhas locais e voce pode postar de lá mesmo para qualquer lugar. Também pode carimbar o passaporte com o carimbo do fim do mundo.



Outro ponto de parada legal para visitar é o Arroyo dos Castores, onde tem uma represa feita por eles, igualzinha a dos desenhos animados, bem interessante.



. Um dia pelos lagos: Escondido e Fagnano.
Estrada pavimentada, bem sinalizada, alguns mirantes e um visual digno de muitos cliques.
Por aqui passa o Rio Olivia, locação do filme "O Regresso", quem viu o filme consegue sentir toda a estória.



. Passeio de barco pelo Canal de Beagle - pode ser contratado no hotel ou no porto na agência PIRATUR, há outras, fomos com o hotel e foi bem legal.





Barco pequeno, para 12 pessoas, super confortável, são 10 horas de passeio que passaram voando, o passeio é muito interessante. Passamos por varias ilhotas, primeiro avistamos os cormorões (aves parecidas com pinguins) uma colônia enorme, em seguida fomos ate a ilha dos lobos marinhos, muitos animais, varias mamães amamentando os filhotes e como o barco é pequeno, conseguimos chegar bem pertinho,  depois passamos pelo Farol do Fim do Mundo, uma ilha pequena bem no meio do canal lado argentino, do lado chileno está Porto Willians, pequeno povoado.



Tivemos sorte o canal estava bem calmo, sem vento.
Almoço servido a bordo, simples e bom; salada, pão fresquinho e uma taboa de fiambre e queijos acompanhado de frutas secas, para beber refrigerante, água e cerveja. Sobremesa boa: brownie com doce de leite.



O ponto alto do passeio foi a "pinguineira", o barco praticamente "estaciona" na praia e eles centenas, milhares, curiosos vem nadar e se exibir ao nosso lado. Muito legal. São pinguins da espécie
Magalhães, pequenos e desajeitados, andando de um lado para outro, se balançando e fazendo varias evoluções na água, são curiosos e destemidos. Foi divertido.



Última parada do passeio foi na Fazenda Harberton, a mais antiga fazenda de Ushuaia, era de criação de ovelhas para extração de lã e carne, hoje vivem do turismo, pois são os donos da ilhas dos pinguins. Visitamos os galpões antigos e foi servido cafe/ chocolate/ chá acompanhado de bolos e tortas, na antiga cozinha da fazenda.
Voltamos de van para a cidade, a estradinha é estreita, cheinha de curvas e cascalhada. As 22hs estávamos no hotel.



. Glaciar Martial - uma caminhada pelo monte Martial, que na época do inverno é uma super pista de esqui, e nesta época de verão, uma subida íngreme que exige disposição e preparo, tem visual lindo. Vale muito a pena.
Na parte baixa tem um restaurante feinho de um lado e uma casa de chá super charmosinha do outro. Foi lá que comecei a escrever este post de Ushuaia, inspirada pelo bosque e pelo riozinho que passa ao lado.



. Trem do Fim do Mundo - um passeio de uma hora e meia na réplica do trem que levava os prisioneiros para trabalhar. Vagões mínimos, bem restaurados com explicações em inglês e espanhol, com uma parada na cascata Macarena.



O trem é bem bonitinho tem uma bitola minúscula, muito estreitinha, até parece de brinquedo. É bobinho e faz parte das atrações imperdíveis de Ushuaia.

RESTAURANTES

Comer na Argentina é sempre bom, cozinha caprichada, carnes saborosas, vinho gostoso.



No fim do mundo recomendo:
As famosas e gigantes CENTOLLAS estão em todos os cardápios, o Tia Elvira, um restaurante tradicional, antigão e cheio de turistas serve o crustáceo em muitas receitas. Fica na avenida do porto em frente a feirinha de artesanato. Estacionamento fácil.
Carnes gostosas, provoleta, saladas fresquinhas, empanada gostosa e o famoso carneiro assado no Casimiro Biguá, na mesma avenida do Tia Elvira, uma carta de vinhos honesta e sem originalidade, que acompanha bem os assados. Em El Calafate, também tem um Casimiro Biguá.
Café/chocolate quente e tortas, na Av. San Martin tem vários cafés, o mais movimentado é o Tante Sara, bem argentino, cheio de gente, um pouco barulhento e muitos jovens.


COZINHA AUTORAL

CHEZ MANU - na subida do Monte Martial esta o Chez Manu. Cozinha francesa clássica com algum perfume local. Boa carta de vinhos e um visual espetacular que enriquece qualquer receita. O Chef Emmanuel Herbin trabalha com produtos naturais da terra e do mar da Patagônia, como esta descrito no cardápio. Muito bom.

KAUPÉ - cozinha autoral, restaurante pequeno e charmoso do chef Ernesto Vivian. O restaurante fica no alto e tem uma vista para a cidade e canal de Beagle. Carta de vinhos boa e variada. Menu degustação e cardápio excelentes.

KALMA -  resto cocina de autor.
Perfeito, pequeno, apenas 24 lugares, o dono Jorge Monopoli foi super atencioso e atendeu todas as necessidades do Zeca que é celíaco e intolerante a lactose. Adaptou o menu degustação para ele.
Tudo delicioso. Recomendo muito, para mim o melhor.



Em Ushuaia também tem; MFM -  Museu do Fim do Mundo que é pequeno, tem algumas espécies empalhadas da Patagônia argentina.
Museu Maritmo e del Presidio - a historia do inicio de Ushuaia, e Museu Historia Fueguina.
Feira de artesanato onde varias lojinhas vendem produtos que para mim não são artesanato e CASINO que não fomos, e por isso não posso comentar.



Quer saber? o fim do mundo nem é tão longe.
Vá!

2 comentários:

  1. Adorei os seus comentários! Você descreve o lugar com uma retórica rica em detalhes e de de forma gostosa de se ler. ������������

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, convido voce a espiar os outros posts, todos feitos com carinho e alegria.

      Excluir